Adolescente era torturada pela madrasta dede janeiro; serrote e madeira com pregos eram usados nas agressões

Uma mulher de 40 anos foi presa, na noite desta segunda-feira, em João Pessoa, na Paraíba, por torturar sua enteada, de 14 , durante sete meses. Segundo a polícia, suspeita usava um serrote e um cabo de madeira com pregos nas agressões que ocorriam de forma contínua. Os objetos foram apreendidos.

“Desde janeiro deste ano ela vem sofrendo violência continua dessa madrasta. (A adolescente) morava com a madrasta e uma irmã (de 7 anos). Antes morava com o pai, só que houve um conflito entre a madrasta e o pai, eles se separaram e ela passou a agredir continuamente essa menina”, disse a delegada Amin Oliveira, da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam).

Na noite desta da segunda uma vizinha socorreu a adolescente e a Polícia Militar foi acionada para o Bairro das Indústrias e levou a vítima e a madrasta para a Deam.

Quando foi socorrida, a menina tinha ferimentos ao longo dos braços que ela levantava para proteger a cabeça, que era o alvo da torturadora. A adolescente chegou à delegacia sangrando e também apresentava marcas de violência antigas. Os motivos das agressões, de acordo com a vítima, eram os mais diversos e banais.

A adolescente foi encaminhada para fazer exame de corpo de delito e, depois, para o Conselho Tutelar. Uma tia da menina será procurada para saber se tem condições de cuidar dela.

Compartilhar