Adolescente morre com suspeita de H1N1 na Paraíba por falta de vaga na UTI

Imagem: Portal do Litoral PB

Um adolescente morreu com suspeita de estar com a gripe H1N1 na cidade de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa. Carlos Eduardo de Oliveira, 15 anos, chegou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tibiri/Santa Rita na quarta-feira (16). Mas, por falta de vaga na UTI de isolamento nos hospitais das duas cidades, ele piorou e morreu nesta sexta-feira (18) às 11h30.

De acordo com a direção da UPA, que deu entrevista à rádio Correio sem se identificar, o adolescente teve paradas respiratórias logo cedo da sexta. A equipe tentou ajudá-lo até perto do almoço, mas ao conseguir a vaga, não resistiu a três paradas respiratórias e morreu.

A mãe do adolescente, que também não se identificou, disse que Carlos foi admitido aqui na quarta-feira na UPA por falta de atendimento no hospital municipal. “A direção da UPA logo disse que ele estava com sinais compatíveis com H1N1, porém não se pode afastar outras causas e o resultado do exame só sai com 15 dias”, relatou a mãe da vítima.

Segundo a médica que deu a entrevista, Carlos Eduardo estava instável, por isso não poderia também sair da UPA. Mesmo que a vaga isolada de UTI fosse encontrada, ele não poderia ser removido por falta de transporte adequado, já que a ambulância instabilizaria mais ainda o quadro dele.

A médica disse que a vaga foi solicitada desde a quarta-feira, mas só apareceu hoje (18). Em nenhum momento ele deixou de ser assistido, de acordo com a direção da UPA. A mãe do adolescente, mesmo com todas as explicações da médica, disse que iria procurar seus direitos na Justiça.

Redação PB Debate

Veja também: Motorista bêbado bate em carro da PRF e mal consegue soprar bafômetro

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp