Aeroporto de Campina Grande cancela todos os voos nesta quinta-feira

Todos os quatro voos que estavam marcados no aeroporto João Suassuna, em Campina Grande, sendo dois de chegada e dois de partida, foram cancelados nesta quinta-feira (24). A informação foi confirmada pela administração do aeroporto e também pelas companhias aéreas. Uma delas disse ainda que o cancelamento foi por falta de combustível.

Em Campina Grande, as empresas que atuam no aeroporto são a Azul e a Gol. A Azul informou que o cancelamento dos voos para chegadas e partidas ocorreu por falta de abastecimento nas aeronaves. Já a Gol informou que os cancelamentos já estavam previstos e que as atividades voltam ao normal nesta sexta-feira (25).

Sobre o cancelamento dos voos, a Azul informou que todos os clientes foram avisados do cancelamento com antecedência e que eles terão as opções de remarcar o voo, ou pedir o reembolso.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse recomendar aos passageiros “com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize”. As empresas adotaram planos de contingência e isentaram passageiros de taxa de remarcação de voos.

Nos postos de combustíveis de Campina Grande, também está faltando combustíveis. De acordo com o o sindicato da categoria, na tarde desta quinta-feira todos os tipos de combustíveis estavam em falta na cidade.

Quarto dia

Pelo 4º dia seguido, caminhoneiros fazem manifestações em 25 estados e no Distrito Federal causando reflexos por todo o país. Os atos nesta quinta-feira (24) são contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho.

Os protestos provocaram a redução nas frotas de ônibus em várias cidades e foram usados como desculpas para donos de postos cobrarem valores abusivos de até R$ 10, mas já falta combustíveis e há filas nos postos. São vários os relatos de desabastecimento em supermercados, principalmente de hortifrutigranjeiros; hospitais suspenderam procedimentos por conta de falta de medicamentos; fábricas de diversos segmentos pararam suas produções; há possibilidade de racionamento de energia em Rondônia e falta de água no Rio de Janeiro e regiões do Rio Grande do Sul. Aeroportos funcionam normalmente, mas já há registros de cancelamentos de voos.

Veja mais: Faculdades particulares de Campina Grande cancelam aulas

Empresa decreta paralisação da frota de ônibus pela falta de combustível

Aeroporto do Recife cancela voos por falta de combustíveis

Da Redação Paraíba Debate com G1 PB

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp