Anderson Maia faz duras críticas ao corte de subvenções da PMCG à entidades filantrópicas

Anderson na tribuna da Câmara Municipal (Foto: Reprodução)

A polêmica do corte das subvenções sociais, às instituições de caridade, realizado pela Prefeitura Municipal de Campina Grande foi mais uma vez alvo de críticas por parte do vereador de oposição Anderson Maia(PSB). Em entrevista à Rádio Caturité AM, na tarde desta segunda-feira(02), o parlamentar disse que espera uma resposta por parte do executivo municipal, que segundo Anderson a bancada governista se comprometeu a enviar um novo projeto de lei que trata da distribuição destas subvenções.

“O que essas instituições fazem é justamente dar conta da ausência da Prefeitura na assistência social. Das 29 instituições que recebiam apenas 13 continuam tendo um auxílio da prefeitura, ficando 16 delas de fora”, explicou. Anderson acrescentou que o controle é feito pela Secretária Municipal de Assistência Social(Semas), mas que não é esclarecido os critérios utilizados para a escolha das instituições que necessitam.

“A partir do momento que ele deixa 16 instituições de fora a prefeitura precisa trazer a tona o motivo de ter deixado de fora. Algumas dessas instituições que ficaram de fora sequer receberam uma visita da Semas, o que nos levar a pensar que houve critérios e não foi feita com a seriedade que precisa”, afirmou Anderson Maia.

O parlamentar esteve realizando visitas às instituições que estão de fora, juntamente com outros vereadores da bancada de oposição a exemplo de Galego do Leite(Podemos), Olímpio Oliveira(PMDB) e Bruno Faustino(PSB). Em três dias os vereadores conseguiram visitar  10 das 16 entidade filantrópicas.

Uma das justificativas do prefeito, segundo o socialista, é de que muitas delas não tinha mais sequer endereço fixo de funcionamento ou até mesmo CNPJ. “Isso não é um conflito entre a situação e oposição, mas queremos conflitar a forma que o prefeito levou o projeto para a bancada ter que votar”, finalizou o assunto Anderson Maia.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp