Após Progressistas, PRTB e PSDB, PSC da família Gadelha deixa base de Luciano Cartaxo em João Pessoa e prejudica projeto político do prefeito

60
Em 2018 PSC e Cartaxo caminharam juntos (Foto: Reprodução)

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), contabilizou mais uma defecção no arco de aliança que dá sustentação à sua administração em João Pessoa. Depois do PSDB, do deputado federal Ruy Carneiro; PRTB, do deputado estadual Eduardo Carneiro e Progressistas, do ex-senador Cícero Lucena, chegou a vez do PSC do clã Gadelha dizer tchau ao gestor da Capital paraibana.

“Não rompemos com Luciano Cartaxo em nenhum momento, continuamos com o mesmo respeito não só por ele, mas também pela gestão, que foi muito fecunda em favor de João Pessoa. Agora, nós informamos ao prefeito a nossa decisão de apoiar Ruy Carneiro nessas eleições”, explicou o presidente do partido, Marcondes Gadelha.

Cartaxo pode também perder o apoio do Solidariedade, partido do atual vice-prefeito Manoel Júnior que se articulava para ser o candidato do grupo, mas, vendo a preferência do prefeito por nomes de confiança, voltou para sua terra natal, Pedras de Fogo, onde deverá ser candidato a prefeito. O Solidariedade tem como opção o vereador João Almeida.

O PSD presido pelo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, também pode migrar para a oposição apoiando Ruy Carneiro.

PV dispõe de quatro opções

No início do mês, Luciano Cartaxo exonerou quatro secretários de sua gestão para escolher quem será o nome que representará o grupo na disputa. Os pré-candidatos cotados para o posto são Edilma Freire, Socorro Gadelha, Diego Tavares e Daniella Bandeira.

‘Convivem’ ainda na base do prefeito: Republicanos, PL e parte do PSD e Avante.

ACESSE TAMBÉM:

Apoiadores de Bolsonaro querem coronel do Exército disputando Prefeitura de CG; candidatura pode ‘frustrar’ planos de três grupos políticos

Compartilhar

Enquete

Você é CONTRA ou A FAVOR de encerrar a quarentena do COVID-19?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp