Após seis anos de seca, açudes do Sertão ganham volume de água e viram pontos turísticos

Açudes de pequeno porte que sangraram ou receberam um bom volume de água com as chuvas das últimas semanas no Ceará viraram atração em cidades do interior. As chuvas acima da média em fevereiro mudaram a paisagem no Sertão cearense, que sofre há seis anos a maior seca já registrada no estado.

O Balneário do Boi Morto, em Ubajara, é um dos pontos mais visitados da região da Ibiapaba em épocas de cheia.

“A gente depende muito da água. Ela garante sustento da agricultura, é importante pras pessoas, por animais, pro turismo e pra deixar essa paisagem bonita”, diz o estudante Ranilson Guilherme, durante visita ao local.

“O momento mais importante do ano para quem vive no interior do Nordeste é a época de chuva, que nos últimos anos foi muita fraca. Mas nesse ano graças a Deus temos muitas chuvas e elas vão continuar acontecendo, pra nossa alegria”, comemora Raimunda Ferraz.

 

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp