Bolsonaristas paraibanos reagem à prisão do deputado federal Daniel Silveira, após ataques ao STF

Cabo Gilberto e Wallber Virgolino ao lado da imagem do presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Bolsonaristas declarados, os deputados estaduais Cabo Gilberto (PSL) e Wallber Virgolino (Patriota) reagiram a prisão do deputado federal pelo PSL do Rio de Janeiro, Daniel Silveira, promovida pela Polícia Federal nesta terça-feira (16) após autorização do Supremo Tribunal Federal (STF). Daniel é suspeito de promover ataques de ódio contra ministros do STF. Em vídeo de 11 minutos, o parlamentar pede que os membros do judiciário sejam todos “substituídos”.

Por meio das redes sociais, Cabo Gilberto questionou a prisão e acusou o Supremo de rasgar a Constituição. “Toda nossa solidariedade ao deputado @ daniel.l.silveira que acaba de ser preso por determinação do Ministro do STF Alexandre de Morais. A constituição federal está sendo rasgada todos os dias a cada decisão do ministro. O senado federal tem que afastar o ministro Alexandre Morais urgentemente. Temos que lutar contra a ditadura da toga!”, disse Cabo Gilberto.

Gilberto e Daniel Silveira (Foto: Reprodução)

Já Wallber Virgolino se limitou a compartilhar um vídeo do próprio Daniel narrando instantes antes de ser preso. O parlamentar paraibano questiona a ação do STF. “Constitucionalmente falando, a prisão é legal ou arbitrária?”. publicou.

O deputado federal Julian Lemos (PSL), eleito em 2018 com o discurso bolsonarista e colega de Parlamento de Daniel Silveira, em contato com a imprensa, disse: “O que Daniel fez não tem nada a ver com protesto. Quem assistiu o vídeo, entre opiniões e pensamentos, há um ataque direto, inclusive dizendo que o sonho dele era ver o ministro ser espancado. Eu não posso aceitar que uma pessoa que foi eleita de forma democrática possa fazer algo desse tipo. Foi um vídeo infeliz e inapropriado, tem outas maneiras de se manifestar. Eu reprovo a atitude dele e sou entusiasta da expulsão do partido”, declarou.

Veja também:

Compartilhar