Câmara aprova texto base do Marco Regulatório do Transporte de Cargas

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (20), o texto-base do projeto de lei conhecido como Marco Regulatório do Transporte de Cargas, uma das reivindicações dos caminhoneiros para por fim à greve da categoria deflagrada no fim de maio. O plenário da Casa continua votando outros destaques da proposta.

Entre os principais pontos está o aumento da pontuação máxima na carteira de motorista dos caminhoneiros de 20 para 40 pontos – exceto quando houver infrações graves ou gravíssimas. O projeto também prevê que o valor do pedágio não integre o preço do frete que os transportadores de carga recebem.

No entanto, o único destaque já aprovado refere-se a um dispositivo que estabelece a ausência de vínculo empregatício nas subcontratações de serviços de transporte. Ou seja, contratos celebrados entre quem contrata um serviço de transporte e o subcontratado não configura vínculo empregatício.

Veja também: Governo nega mais arrocho por acordo com caminhoneiros

Congresso não vê espaço para União reduzir o preço dos combustíveis

Temer sanciona lei da reoneração e edita MPs que reduzem R$ 0,46 no preço do litro do diesel

Da Redação Paraíba Debate com Estadão
Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp