Câmara revoga aumento de salários de Prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores

A Câmara Municipal de Pocinhos, durante sessão realizada na tarde desta quinta-feira (24), revogou a Lei Municipal que dispõe sobre a fixação dos subsídios do prefeito municipal, vice-prefeito, secretários e vereadores do Município para o mandato de 2017 a 2020 que havia sido aprovada no último e sancionada pelo Executivo Municipal.

A aprovação da Lei gerou grande repercussão popular em Pocinhos, que se manifestou nas redes sociais e realizaram ato popular contrário à decisão.

Com a nova Lei, o salário do prefeito de Pocinhos, que hoje é em torno de R$ 12 mil aumentaria para R$ 17 mil, o de vice-prefeito, de aproximadamente R$ 10 mil, passaria para R$ 12 mil, e dos vereadores que tem o salário  fixado em 6 mil reais passaria para  para R$ 7 mil.

Por causa do orçamento e das receitas do município não serem suficientes para pagar o salário fixado, atualmente os vereadores recebem R$ 4 mil, o que também deveria ocorrer no caso do novo valor que fosse estabelecido.

Sensibilizados com a revolta da população devido ao reajuste dos subsídios dos cargos do executivo e do legislativo neste período de crise que o País, e principalmente o Município atravessa, os vereadores aprovaram por unanimidade nesta quinta-feira a revogação da Lei.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp