Caos na saúde em Pocinhos: usuários pedem socorro

Prefeito Cláudio Chaves não comentou sobre as denúncias.

A situação na saúde pocinhense já é considerada alarmante pelos usuários que precisam de atendimento nos postos de saúde ou no principal hospital da cidade.

As reclamações são inúmeras. São idosos, adultos, jovens, crianças, entre outros, que sofrem com o descaso administrativo. Falta de medicamento e atendimento médico virou rotina. Os usuários aguardam meses por uma marcação de exame e reclamam diariamente da falta de medicamentos.

Erika Gomes precisou de atendimento médico para acompanhar sua gestação, através de uma ultrassonografia, no entanto, faltou algo primordial para elaboração do exame, o gel.

12637253_1091780260842827_532465142_o
As informações foram veiculadas no Facebook.

Ainda de acordo com a usuária, que relatou o ocorrido nas redes sociais, nesta quinta-feira (28), a enfermeira ainda foi capaz de misturar creme de beleza pessoal com álcool para conclusão do exame.

“A enfermeira misturou seu próprio creme de beleza com álcool para tentar escutar o coração do meu bebê”, denunciou.

Nossa equipe também ouviu relatos de pacientes que precisam se deslocar a uma farmácia para adquirir a medicação sugerida pelo médico (a), em seguida, retornam as unidades de saúde para aplicação.

“Um verdadeiro absurdo! A pessoa ter que comprar material de curativo para atendimento em Hospital. É revoltante! Uma parente minha cortou a mão e nós a levamos para o hospital, ao chegar fomos logo avisados que tínhamos que comprar gaze e o esparadrapo para realizar o curativo. Tive que sair correndo para uma farmácia próxima ou então não teria atendimento”, relatou um usuário.

Mesmo com a constante falta de medicamentos e atendimento médico hospitalar no município, já foram repassados para compra de medicamentos e materiais de expediente cerca de R$ 400 mil no último mês, os dados foram colhidos através do Sangres.

Da redação.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp