Cartaxo viaja com a família e frustra reunião das oposições

A esperada reunião dos tucanos com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), neste fim de semana, não vai acontecer mais. O gestor viajou com a família e, por isso, alegou a impossibilidade para o encontro.

A expectativa da reunião foi gerada pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB), nesta sexta-feira (2), após discussão com o tucanato. O prefeito anunciou na última quinta-feira a saída do processo de discussão para a disputa do governo do estado pela bandeira da oposição. Com isso, sobraram especulações de uma possível migração dos pessedistas para o campo governista. O gestor, no entanto, diz apenas que vai esperar a colocação dos nomes para dizer com quem vai ficar na disputa.

O senador Cássio Cunha Lima, em conversa com a imprensa, demonstrou surpresa com a decisão do prefeito. Ele acredita, no entanto, numa possível volta atrás de Cartaxo nas suas convicções. Não descarta, inclusive, que o pessedista ainda seja o nome das oposições para disputar o governo. Enquanto não há uma definição, ele tratou de afastar a tese de que ele mesmo seja o candidato ou então Pedro Cunha Lima (PSDB).

Diz que o nome posto pelos tucanos para a disputa é do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues. O gestor campinense, inclusive, foi outro a demonstrar surpresa com a decisão do prefeito. Cartaxo tinha tentado falar com ele antes do pronunciamento, mas encontrou o telefone desligado.

Com a saída de Luciano Cartaxo do processo, cresce a expectativa na base governista. Os aliados do governador Ricardo Coutinho (PSB) caíram em campo, com um discurso amenizado. Eles convidam o prefeito para o apoio ao nome dos socialistas para a disputa, João Azevedo.

O hoje secretário de Infraestrutura do Estado era visto com desconfiança pelos aliados, mas ganhou cancha com a desistência do prefeito. O deputado estadual Adriano Galdino (PSB) foi o primeiro a formalizar um convite. O vereador Eduardo Carneiro convocou uma reunião do seu partido, o PRTB, para discutir a posição em relação ao Cartaxo. Hoje ele faz oposição ao prefeito de João Pessoa.

As lideranças de oposição, no entanto, ainda vão insistir na conversa com o gestor pessoense.

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp