Cássio admite resistir à troca de vice de Romero e desconversa sobre disputar governo em 2018

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) avisou que só avalizará uma mudança na chapa formada entre o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) e Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB), se o nome indicado pelos partidos que compõem a aliança tiver mais força política.

“Romero faz um bom trabalho e Ronaldo contribui com isso e pode ter direito a reeleição, a não ser que surja um nome que some muito mais, mas fazer uma troca porque grupo A ou grupo B quer mais espaço, acho que esse não é o melhor caminho”, avaliou.

O tucano avisou também que pretende resistir caso os aliados reivindiquem a mudança para apenas ter mais espaço na chapa.

“Em time que está ganhando não se mexe. Ronaldo Cunha Lima Filho tem dado sua contribuição e se não for uma mudança que some não terá minha simpatia e terá minha resistência. Se houver uma mudança para contribuir, vamos analisar as alternativas criadas”, disse.

Ele ainda evitou polemizar sobre uma possível disputa pelo mandato de governador nas eleições de 2018. O tucano garantiu que seu objetivo é fazer um bom trabalho no Senado Federal.

“Não é uma coisa que se projete objetivamente. Exercer o mandato de senador para representar bem a Paraíba é o que eu tenho procurado fazer, fui reconduzido para a liderança da bancada do PSDB e o meu foco é olhar para a crise que o Brasil enfrenta e tentar contribuir. Não cogito isso, seria um desserviço em meio à crise e temos uma eleição municipal no caminho”, falou.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp