Com pedido de licença, pré-candidato Veneziano Vital não apreciará cassação de Cunha

5

O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo irá se licenciar do mandato, no início de agosto, para se dedicar a campanha eleitoral em Campina Grande e, com isso, ficará de fora da votação que vai analisar a cassação do mandato do deputado federal Eduardo Cunha, do PMDB do Rio de Janeiro. A missão ficará a cargo do suplente André Amaral, do PMDB, que teve, em 2014, exatos 6.552 votos votos, que assume o mandato, pela primeira vez, na Câmara Federal.

De acordo com Veneziano, a licença será necessária para se dedicar à sua candidatura. “Provavelmente eu não vou estar na sessão de cassação de Eduardo Cunha, que deve acontecer entre a segunda e a terceira semanas de agosto pois tiro licença na primeira semana de agosto. Nós temos que ser honestos. Eu não tenho condição de fazer, com o zelo que eu tenho dado ao mandato, uma campanha ao mesmo tempo. Eu tenho que manter o nível de qualidade do mandato, então não adiantaria eu fazer de conta, indo a Brasília numa terça, voltando para Campina numa quinta, e com a cabeça em Campina Grande, tendo que fazer uma campanha encurtada por força da legislação, então é preferível e justo dar uma oportunidade a André Amaral, então eu não devo participar da votação que vai apreciar o mandato de Eduardo Cunha”, declarou.

Com PBagora

 

Compartilhar