Conselheiro do FUNDEB denuncia gastos exorbitantes com aulas extras em período eleitoral

Prefeito de Pocinhos Cláudio Chaves e secretária de educação Silvana Leal reunidos com equipe de governo.

O conselheiro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, João Paulo de Lima, afirmou que a secretaria de educação de Pocinhos, no cariri do estado, gastou mais de R$ 28 mil com “horas extras” e “aulas extras”. De acordo com o conselheiro, que analisou a folha de pagamento do mês de setembro, a secretaria fez repasses exorbitantes. “Analisando as folhas de pagamentos da Educação tanto da folha dos 60% quanto a folha dos 40% do mês de setembro, nos deparamos com absurdos de horas extras e aulas extras, chegando ao valor R$ 28.648,73”, denunciou.

O conselheiro indica que por uma razão desconhecida os valores aumentaram exatamente no período eleitoral. João Paulo ainda explica que essas “horas extras” e “aulas extras” são regularizadas de acordo com a necessidade da secretaria, a exemplo de afastamento de um professor.

João Paulo pontuou que as informações apresentadas por ele podem ser constatadas através dos empenhos de números 4654, 4656, 4664 4666, e 4679 referente ao mês de setembro de 2016.

O conselheiro ainda pontuou que a desculpa da crise “não cola mais” e que suas denúncias são importantes para “abrir os olhos” da população. Ele ainda garante que não se sente intimidado e continuará denunciando os desmandos administrativos da gestão pocinhense. “ Não vão me intimidar ou me calar diante de quaisquer formas ou meios que por venturas vocês venham a usar contra mim, porque jamais me calarei diante dos descalabros dessa atual gestão”, afirmou.

Redação.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp