Cotada para presidir CMCG, Ivonete se mostra contrária ao 13º dos vereadores

Cotada para presidir a Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) a partir do próximo ano, a vereadora Ivonete Ludgério (PSD) se mostrou favorável ao reajuste salarial dos parlamentares, mas adiantou não ser adepta a implantação do décimo terceiro. Na próxima segunda-feira (19), os vereadores campinenses irão se reunir e poderão rever a matéria aprovada essa semana na Casa.

“A minha opinião pessoal é de que o salário só aumenta a cada quatro anos, usamos o critério do aumento da inflação dos últimos quatro anos, acho o aumento legal, embora eu não seja adepta da questão do décimo terceiro”, declarou.

Ela observou que a decisão sobre a manutenção ou não do aumento terá de ser discutida com todos os parlamentares.

“Essa é uma questão que nós temos que decidir com os 23 vereadores. Um só não pode tomar essa decisão de recuar ou de continuar. Nós vamos nos reunir para tomar uma decisão. Nós temos um aumento de quatro em quatro anos, o que é legal, embora muitos achem que o legal não é moral, mas essa questão do décimo terceiro deve ser discutida ainda e o bom senso vai prevalecer”, falou.

Ivonete ainda apostou na sua eleição para presidente da Casa Félix Araújo em janeiro do próximo ano.

“Nós temos uma próxima eleição. Saí de uma e já entrei em outra, estou confiante nos companheiros que estão comigo firmes e fortes e acredito que vai dar certo”, finalizou.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp