Criança de 11 anos e 2 torcedores são atingidos por bombas em jogo da Série D

Imagem: Globo Esporte Paraíba

Duas bombas foram jogadas de fora para dentro do Estádio Presidente Vargas, em Campina Grande, enquanto Treze e Itabaiana se enfrentavam pela terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro. Uma criança de 11 anos e mais dois torcedores acabaram atingidos.

O garoto se machucou no braço. Já um dos outros dois torcedores teve um corte na perna e Flávio Lucena, que quis se identificar, teve o pescoço ferido. Após o incidente, o árbitro Paulo Henrique de Melo Salmazio paralisou a partida por aproximadamente cinco minutos. “Horrível. Já fazem 40 anos que venho aqui e nunca aconteceu isso. Primeira vez”, relatou Flávio Lucena.

Já com a bola rolando novamente, os três torcedores feridos foram até uma ambulância no estádio para receber atendimento médico. O garoto de 11 anos conseguiu retornar com o pai para as arquibancadas acompanhar o duelo.

O técnico do Treze, Flávio Araújo, lamentou o episódio: “Enquanto o nosso país… Enquanto os políticos que nós elegemos para nos representar não tiverem atitudes fortes para proibir os vândalos, vai continuar dessa maneira. Os vândalos têm que ser presos. Isso acontece em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Sul e ninguém toma providência. Hoje paga o torcedor que vem para o jogo, mas fica com medo de trazer sua mulher, seu filho. É difícil por não ter lei para prender os vândalos de estádio. Enquanto não tiver lei, a bagunça vai continuar”, disse.

Com a bola rolando, o Treze venceu o Itabaiana por 1 a 0. O gol da vitória, marcando por Maxuell Samurai, ajudou o Galo a assumir a liderança do Grupo A9, com 7 pontos, e ainda tirou a invencibilidade do rival na competição.

Redação com informações do Globo Esporte Paraíba

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp