Cunha se diz nem vitorioso nem derrotado na votação da repatriação

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta-feira (11) que não se sente “vitorioso nem derrotado” com a aprovação de uma emenda que exclui políticos, servidores e detentores de cargos públicos das regras do projeto de repatriação de recursos do exterior. De acordo com os autores da emenda, o objetivo é evitar que pessoas citadas nas investigações da Operação Lava Jato possam se beneficiar da regularização de bens e capitais prevista na proposta. O texto aprovado pelos deputados agora segue para o Senado.

Fonte: G1

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp