Depois de muita tensão, Lula sai em meio a multidão e segue para a PF

G1

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) acabou de sair do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, depois de atravessar a multidão formada pelos militantes e entrou em um dos carros que formaram um comboio com carros e depois entrou em outro carro da Polícia Federal e está sob custódia.

Antes ele já havia deixado a sede do sindicato , ao lado do advogado Cristiano Zanin para se entregar à Polícia Federal por volta das 17h, mas a militância não permitiu. Depois da Polícia Federal dar meia hora para a situação ser resolvida, líderes do PT foram até o palanque pedir para que as pessoas liberem a passagem.

O inquérito teve início em 14 de setembro de 2016 com a denúncia de corrupção passiva e lavagem de dinheiro movida pelo MPF no âmbito da Lava Jato. O petista tem uma ordem de prisão contra ele expedida pelo juiz Sergio Moro na quarta-feira. Ele foi considerado culpado por ter aceitado a promessa e a reforma de um apartamento tríplex no Guarujá (SP), como contrapartida de vantagens indevidas obtidas pela empreiteira OAS em contratos com a Petrobras.

Desde quinta-feira, o ex-presidente estava ao lado de apoiadores no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde foi feita em seu apoio uma vigília de manifestantes de movimentos sociais.

De manhã, Lula participou de uma missa em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, que se estivesse viva faria 68 anos neste sábado. O petista não aceitou a oferta do juiz Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, para que comparecesse espontaneamente à Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde ficará preso.

Fonte: G1

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp