Depois de senadora, Dilma manda recado indireto para Cássio, cassado por compra de votos na Paraíba

Foto: George Gianni/PSDB

Cassado duas vezes pelo Tribunal Regional Eleitoral (TER) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por compra de votos e suposto uso eleitoreiro do jornal estatal – União – o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), passou a ser alvo da artilharia do Governo Federal. Vários parlamentares tem saído em defesa da presidente Dilma Rousseff (PT) mirando fogo nos defensores do impeachment da petista.

Depois dos aliados do Palácio do Planalto, a própria presidente resolveu reagir. Ainda sob a sombra da possível abertura de um processo de impeachment, Dilma Rousseff reagiu às ameaças de impedimento questionando abertamente a integridade dos que querem sua saída do cargo. Embora não tenha citado nomes, a presidente deixou transparecer que entre os alvos de seu ataque estava o senador paraibano e líder do PSDB no Senado Cássio Cunha Lima. O tucano tem defendido a saída da presidente de forma veemente.

“Quem tem força moral, reputação ilibada e biografia limpa suficientes para atacar a minha honra?”, disse Dilma. “Lutarei para defender o mandato que me foi concedido pelo voto popular, pela democracia e por nosso projeto de desenvolvimento.”

Em uma das defesas mais claras de seu governo desde o início do segundo mandato, Dilma afirmou que o combate ao avanço do desemprego passa pela estabilidade política e criticou o que chamou de “terceiro turno” buscado pela oposição desde o fim das eleições de 2014.

O senador paraibano teve o mandato de governador cassado pelo TRE e TSE sob a acusação de ter distribuído 35 mil cheques a cidadãos carentes durante a campanha eleitoral de 2006, por meio de programa assistencial da Fundação Ação Comunitária (FAC), vinculada ao governo estadual. Segundo a denúncia, os cheques totalizam cerca de R$ 4 milhões.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp