Deputado afirma que assinará CPI da Granja Santana se outros governos forem investigados

Foto: Reprodução

O deputado estadual Tião Gomes (Avante), da base governista, afirmou nesta quinta-feira (07) que poderá assinar a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para analisar os gastos da Granja Santana, residência oficial do Governo do Estado, desde que a ação abranja os governos de Cássio Cunha Lima (PSDB), José Maranhão (MDB) até chegar ao atual, com Ricardo Coutinho (PSB), para fazer uma comparação das despesas.

“Não defendo os gastos exorbitantes, mas isso faz parte de um governador da Paraíba. Acho que a oposição está sem assunto porque eles não têm como atacar Ricardo, que é um grande gestor, honesto, trabalhador e tem mudado o Estado. Esse é o desgosto da oposição”, avaliou.

Segundo Tião, o que o atual governo gasta em um ano, os seus antecessores gastaram em menos de seis meses. “Isso é uma hipocrisia, uma mediocridade da oposição em querer atacar um governo que está trabalhando tanto. A oposição está atrás de coisas que não são importantes no contexto geral”, disse.

O assunto foi colocado em pauta na Assembleia Legislativa (ALPB) após o Sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) apontar despesas exorbitantes na granja com material de limpeza e alimentos. O deputado Tovar Correia Lima (PSDB) propõe a criação da CPI, que não possui, até o presente momento, assinaturas suficientes para ser levada adiante.

Redação

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp