Deputado Doda de Tião diz que vereador queria benefícios e vantagens pessoais

Deputado Doda de Tião, do PTB (Foto: Ascom)

Em nota, o Deputado Estadual Doda de Tião disse que o rompimento com o vereador de Pocinhos Ramatis Chaves aconteceu pelo fato do parlamentar querer benefícios e vantagens pessoais.  De acordo com o deputado, o vereador no decorrer das eleições municipais, solicitou apoio eleitoral, requerendo benefícios e vantagens pessoais, objetivando angariar favorecimento para si.

A polêmica entre o deputado e o vereador veio à público após Memel, assim como é conhecido, emitir uma nota de rompimento. “Venho aqui informar aos meus amigos que a partir de hoje não tenho mais nenhum vínculo político com o deputado Doda de Tião”, anunciou.

Memel alegou que ouviu insultos do próprio deputado. “Por várias razões chego a essa decisão, mas a mais importante foi escutar de um político algo que lhe mostrar que o mesmo não tem respeito por ninguém, nem mesmo por quem tanto fez por ele durante esses anos”, desabafou.

Doda pontou que no dia 03 de dezembro foi interpelado pelo vereador acerca de solicitações feitas no pleito eleitoral, o que gerou uma discussão acalorada.

Confira nota na integra:

Tendo em vista teor publicado pelo vereado de Pocinhos, sr. “Memeu Chaves”, em redes sociais, passo a discorrer.

  1. Tenho por Pocinhos e seu povo admiraçao e apreço, fazendo uso da minha atividade parlamentar para, na companhia do Prefeito Cláudio Chaves, trabalharmos politicamente na busca de melhorias e avanços sociais daquele município.
  1. Para benefício da população de Pocinhos, inclusive, é praxe destinar máquinas e equipamentos de minha propriedade pessoal para desenvolver ações e terem uso pelas comunidades daquele município, objetivando melhoria de vida da população, sobretudo na busca de amenizar os problemas da seca que assolam aquela região.
  1. Ocorre que no dia 03 do corrente mês, fui interpelado pelo vereador “Memeu Chaves” acerca de solicitações feitas no decorres do último pleito eleitoral, o que gerou uma discussão acalorada.
  1. O vereador “Memeu Chaves”, no decorrer da eleição de 2016, solicitou-me apoio eleitoral, requerendo benefícios e vantagens pessoais, objetivando angariar favorecimento para si em detrimento de todo grupo político que acompanha o Prefeito Cláudio Chaves, o que de minha parte foi negado. Essa negativa que dei ao vereador foi, verdadeiramente, o motivo de sua insatisfaçao e que veio a torná-la público.
  1. Politicamente, sempre acompanhei, ajudei e prestei apoio a todo grupo político do Prefeito Cláudio Chaves e todo seu grupo de candidatos a Vereador, nas campanhas políticas de 2012 e 2016, sem nunca ter havido qualquer reclamação ou insatisfação da parte de qualquer candidato.
  1. Tenho pelo prefeito Cláudio Chaves e seu grupo político grande amizade e admiração, pela forma correta e digna de fazer política, bem como por implementar atividades de desenvolvimentos socias para a população de Pocinhos.
  1. Assim, minha relação com o povo de Pocinhos e com o grupo político do Prefeito Cláudio Chaves não será sequer arranhada por uma atitude isolada, impensada e inconsequente de um vereador insatisfeito por não ter obtido, de minha parte, benefício pessoal em detrimento de todo grupo político vitorioso e trabalhador do município de Pocinhos.

Atenciosamente,

DODA DE TIÃO.

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp