Diego do Veleiro e Tota concordam em não usar paredões para evitar aglomerações e proteger a população

72

Os candidatos a prefeito e vice-prefeito do município de Lagoa Seca (PB), Diego (Cidadania) e Tota (Avante), respectivamente, concordaram em não utilizar paredões de som, carro com mala aberta tocando som ou carro de som tradicional durante a campanha eleitoral desse ano, para assim não causar aglomeração de pessoas nas ruas e para não colocar em risco a saúde da população, por conta da pandemia de coronavírus.

Carreatas e caminhadas também não serão realizadas. Haverá apenas pitstop, mesmo assim sem obstruir as vias públicas.

O acordo foi fechado durante reunião nesta quarta-feira (30) presidida pelo juiz da Comarca de Alagoa Nova, Dr. Eronildo José Pereira, responsável pela Justiça Eleitoral nos municípios de Lagoa Seca, Alagoa Nova e Matinhas. Na reunião também estavam presentes o bacharel em Direito José Gonçalves (Zezinho de Bola) presidente do Avante em Lagoa Seca e coordenador da campanha da coligação Lagoa Seca Quer Mais, e o advogado da campanha Moacir Amorim.

Na presença do juiz e de um promotor foi feita uma votação entre os advogados e representantes das coligações e partidos dos três municípios e ficou acertado que não serão utilizados paredões de som nem carros de som durante a campanha. “Estamos totalmente de acordo em adotar todas as medidas para proteger as pessoas da ação do coronavírus, que já fez muitas vítimas em nossa cidade. Não queremos colocar as pessoas em situação de risco. Ao contrário, nosso objetivo é preservar a saúde”, disseram Diego e Tota.

Durante toda a campanha eleitoral os candidatos Diego e Tota não usarão paredões de som e estão orientando também seus eleitores e correligionários a fazerem o mesmo, para evitar aglomeração e não colocar ninguém em risco de contrair o covid-19.

Na reunião também estavam presentes representantes da Polícia Militar, que já está autorizada a adotar todas as medidas legais para evitar o uso de tais equipamentos e agir com todo o rigor da lei, caso seja necessário.

Fonte: Apolinário Pimentel do Rede de Notícias

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp