“Dilma não cometeu nenhum crime!”, diz deputado socialista ao ser contra impeachment da presidente

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) usou a tribuna nesta quinta-feira (10) para defender a presidente Dilma Roussef (PT) que pode sofrer processo de impeachment. Para ele, a presidente não cometeu crime contra o país e sua retirada do poder não é correta diante da vontade do povo demonstrada no voto.

O parlamentar pede ainda que a Assembleia Legislativa se posicione sobre o assunto e defendeu o Estado de Direito acima da luta pelo Poder.

“O Estado de Direito não pode sucumbir e nem ser substituído pela vontade ilegítima de alguns poucos, entendemos que uma presidente eleita pelo voto soberano do povo brasileiro só por esse mecanismo pode ser destituída, a não ser em caso de profundo crime, com vontade e consciência de praticar um crime por desejo deliberado, em desfavor da república e do povo. É por isso que nós entendemos que há uma rasteira que estão fazendo alguns. A Assembleia precisa marcar posição nesta questão. O impeachment  é democrático em caso de crime e até hoje não há provas sobre isso. O Brasil assiste perplexo as manobras pela luta pelo Poder que desrespeitam a soberania e vontade do povo brasileiro”, explicou Jeová Campos.

Vanessa de Melo com informações de Henrique Lima

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp