Dilma vai trocar agência de publicidade para tentar melhorar comunicação

Diante da crise, o governo Dilma Rousseff decidiu trocar as agências de publicidade responsáveis por sua comunicação. Desde novembro, uma equipe da Secom (Secretaria de Comunicação Social) da Presidência se dedica à elaboração de um edital que será lançado dentro de seis meses.
Hoje sob o comando do ministro Edinho Silva, a comunicação do governo tem sido alvo de críticas de petistas e aliados da presidente.
Na semana passada, o secretário-executivo da Secom, Olavo Noleto, manifestou a insatisfação do Palácio com a campanha de combate ao vírus da zika. Em reuniões, queixou-se da falta de entrosamento das equipes.
Procurada, a Secom afirmou que Noleto não fez críticas. ”Nas reuniões com as assessorias de comunicação e secretários-executivos dos ministérios, o secretário reafirmou a importância de manter e fortalecer a coesão e integração na execução da campanha do governo”.
Embora ainda não tenha oficializado a decisão de substituir as responsáveis pela publicidade, o governo deixou clara essa disposição em 15 de janeiro, quando prorrogou por apenas quatro meses os contratos das três agências (Leo Burnett, Propeg e Nova/SB) que hoje atendem a gestão. Em geral, os contratos são renovados anualmente. Como foram assinados em janeiro de 2012, poderiam ser prorrogados por mais um ano, com base no artigo 57 da lei 8.666.
(Folha de São Paulo)
Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp