Diretor do Trauma confirma atendimentos apenas para casos de urgência

Trauma de Campina Grande (Foto: Ascom)

Geraldo Medeiros, diretor do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande,,confirmou a informação de que o hospital irá restringir seus atendimentos a casos de Urgência e Emergência e os demais casos deverão ser encaminhados a outro hospital de referência na cidade. A restrição já começou.

Resultado de imagem para Geraldo Medeiros

Geraldo explicou que, desde 2008, há, em todo o país, o Protocolo Manchester que segue esse procedimento, onde os hospitais classificam os pacientes pela gravidade do problema e não pela ordem de chegada e “isso evita risco de morte de pacientes na espera de serem atendidos”.

“Nós já estamos com uma triagem mais rigorosa, e já estamos vendo o reflexo disso dentro do hospital. A área vermelha está com mais disponibilidade de trabalho e isso tem objetivo de se manter um padrão de qualidade à população não estamos inventando nenhuma ideia é um protocolo implantado nos hospitais do país desde 2008. É o protocolo de Manchester. A prioridade são os casos graves e os doentes que não são graves são encaminhados para outros hospitais de referência”, disse o diretor do Trauma.

Ele também afirmou que “é impossível operacionalizar em um hospital da complexidade do Trauma que recebe pacientes politraumatizados e que requer um trabalho extenso” e no momento em que se chega um paciente com fratura exposta, “a sala estar ocupada porque está sendo se operando vesícula, que pode ser operado no Pedro I”.

“O que estamos reivindicando à Secretaria Municipal de  Saúde é que organize e rede hospitalar da cidade e isso solicitamos há seis anos em inúmeras reuniões no Ministério Público e não foi resolvido. Basta conversar com os médicos do Samu para ver a dificuldade que eles tem em encaminhar um paciente para os demais hospitais da cidade. Tudo é no Trauma, que tem facilidade, é um hospital porta aberta que atende tudo e todos”, concluiu.

Geraldo Medeiros aproveitou a entrevista na Rádio Correio para lamentar a notícia de que a Secretaria de Saúde de Campina Grande determinou o fechamento do Centro cirúrgico do Pedro I para o dia 15 de dezembro.

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp