“É preciso de tolerância zero para esse crime”, diz presidente da CDL sobre lojas arrombadas em CG

Em entrevista que repercutiu na Rádio Caturité AM, na manhã desta sexta-feira(20), o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande, o empresário Arthur Bolinha, diz que o prejuízo causado nos últimos arrombamentos de lojas do centro comercial da cidade têm um prejuízo incalculável para os lojistas.

Bolinha ainda explicou que devido aos danos materiais e financeiros alguns estabelecimentos têm que adotar algumas medidas de reajustes nos orçamento, como a demissão de funcionários por exemplo. “É preciso tolerância zero para esse tipo de crime.A CDL quer se irmanar com o governo do estado, a prefeitura de Campina Grande, as forças policiais, para que a gente possa dar a nossa pequena contribuição no debate sobre a segurança pública, principalmente na apresentação de sugestões”, declarou o dirigente da CDL.

O empresário lembrou do planejamento de segurança para o projeto de um shopping a céu aberto, que pode ser implantado no centro de Campina Grande. “Caso seja implantado nós teremos cobertura em toda a área central, entretanto o problema da segurança publica da cidade não se restringe apenas a àrea central. Esse tipo de crime deixou todos os lojistas assustados, e esperamos que isso seja solucionado o mais rapidamente possível”, salientou.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp