Eduardo Cunha promete expor conversas sobre impeachment em livro

460 deputados federais participaram da sessão extraordinária na noite desta segunda-feira, 12, na Câmara dos Deputados, em Brasília, para votar o parecer contra o ex-presidente

da Casa, Eduardo Cunha (PMDB), que está afastado do mandato por mentir em depoimento a Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras, quando foi questionado sobre ter contas bancárias no exterior.

Cunha respondia processo por quebra de decoro parlamentar, segundo informações da TV Câmara, o processo de cassação do peemedebista foi o mais longo da história do parlamento federal, estendendo-se por 11 meses, e ele destaca-se também por ser o primeiro presidente de Câmara Federal a ser afastado pelo Supremo Tribunal Federal.

Nove deputados faltaram a votação, dez votaram pela manutenção do mandato do parlamentar e 450 votaram pela cassação do deputado.

Além de perder o mandato, Cunha perde os direitos políticos tornando-se inelegível por oito anos, a contar a partir de 2018.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp