Em CG, mulher é presa após esconder drogas e dinheiro dentro de “Peppa Pig” de pelúcia

Policiais civis da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de Campina Grande prenderam em flagrante no final da manhã dessa quarta feira (21) no bairro do José Pinheiro localizado na zona Leste de Campina, Joilma Almeida de Araújo Silva, 23 anos, suspeita de tráfico de drogas.

A polícia chegou até Joilma quando investigava uma denúncia anônima feita para o telefone 197 Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds).

A pessoa informou ao serviço de inteligência que uma mulher estava comercializando drogas em uma casa na zona leste da cidade.

Foto: Secom/PB

Seguindo as informações, os agentes de investigação da Delegacia de Repressão a Entorpecentes chegaram até a rua onde a suspeita morava no bairro do José Pinheiro.

O local passou a ser monitorado para saber como o comércio criminoso de entorpecentes funcionava. Os policiais queriam flagrar o momento em que as drogas seriam entregues para a mulher.

A movimentação de pessoas entrando e saindo da residência chamou atenção dos policiais. A casa foi cercada para impedir a fuga da investigada e quando a polícia entrou no local depois de várias buscas encontrou um bichinho de pelúcia em cima de um móvel na sala.

Foto: Secom/PB

“Quando abrimos o brinquedo que pertence a uma das filhas da investigada encontramos várias trouxinhas de maconha e notas de dois reais caracterizando a venda de drogas”, falou o delegado da DRE, Ramirez São Pedro.

A droga era escondida dentro do bichinho de pelúcia para despistar a polícia no caso de alguma abordagem e também facilitar o transporte das drogas sem chamar a atenção. Joilma já responde a um processo no estado de Pernambuco por furtar objetos da feira de Caruaru.

Ela também já foi condenada pela Comarca de Campina Grande por receptação de produtos roubados. Agora Joilma vai responder na Justiça por tráfico de drogas.

A suspeita foi ouvida na delegacia e está recolhida na carceragem da Central de Polícia de Campina Grande no bairro do Catolé. Joilma Almeida de Araújo Silva vai permanecer no local aguardando a decisão da audiência de custódia.

Redação com Secom/PB

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp