Em Pocinhos, prefeito desrespeita acordo e paga apenas uma parte do servidores da educação

Prefeito de Pocinhos, Cláudio Chaves Costa.

Uma notícia que chega ao nosso portal é de que os servidores da educação de Pocinhos receberam os salários de Dezembro, que estavam em atraso. No entanto a alegria dura pouco, já que não foram TODOS os servidores contemplados, após a entrada de um recurso para a educação nesta sexta-feira(09) nas contas da Prefeitura Municipal de Pocinhos.

Na área da educação são cinco folhas referentes a Dezembro em atraso, mas hoje apenas uma delas foi paga, que foi a dos servidores do Colégio Municipal Padre Galvão. Seguindo o princípio jurídico da isonomia, de que todos são iguais perante a lei, a atitude tomada pela administração está gerando uma grande revolta entre os educadores, especialmente os que são de outras unidades que não o CMPG.

A informação foi dada pela presidente do Sintab de Pocinhos, Cilene Sales, que após o sindicato ter entrado com uma ação judicial, exigindo que todos os recursos destinados ao município fossem bloqueados, a sindicalista diz que o ato vai de encontro a um acordo feito com a entidade, o tesoureiro, a secretaria de educação e o prefeito Claúdio Chaves da Costa.

Quando perguntada se a atitude tomada pelo executivo foi justa, a representante dos servidores foi enfática: “De forma nenhuma, todos os professores trabalharam de forma igual e cumpriram com a sua carga horária normalmente em todas as escolas. Nós achamos essa medida , que o administrador está tratando, desrespeitosa e desumana. Estamos no mês de Fevereiro e ainda sem receber o salário de Dezembro, e do nada ele escolhe aleatoriamente uma escola”, afirmou.

“A Categoria permanece unida e com decisão tomada em assembleia, de não iniciar o ano letivo enquanto todos os professores não estiverem com o dinheiro na conta”, finalizou Cilene Sales.

Redação

VEJA TAMBÉM

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp