Erro no SIOPS de 2016 traz prejuízo ao Município de Itabaiana

O município de Itabaiana figura numa lista de 20 cidades paraibanas que tiveram os  repasses do Fundo de Participação dos Municípios bloqueados, devido a falta de prestação de contas dos gastos com saúde. O prazo para alimentação e homologação dos dados no Sistema de Informações sobre Orçamento Público em Saúde (Siops) terminou na última sexta-feira, dia 2 de março.

De acordo com a gestão municipal, o motivo do não envio das informações foi a inconsistência nos dados referentes ao ano de 2016. A prestação de contas do último ano da gestão do ex-prefeito Antônio Carlos (MDB), apresentou erros diversos, inclusive nos saldos das contas, que divergiam dos saldos reais.

Para desbloquear o repasse, a Prefeitura Municipal, deverá transmitir e homologar os dados no sistema o mais breve possível. Com isso desbloqueio dos valores suspensos deve ocorre no prazo de 72 horas, até atualização do sistema.

De acordo com a Secretária de Saúde do município, Soraya Galdino, os números informados pela gestão anterior eram absurdos, e  davam saldo ao final de 2016 de mais de 2 milhões de reais, quando na verdade, o saldo era de apenas 209 mil reais. “Um diferença enorme entre os números informados e os números reais. Erros gritantes na prestação de contas da gestão anterior.”

Ainda de acordo com a secretária, manter esses dados errados sem realizar as correções necessárias, iria trazer pra atual administração a responsabilidade sobre os saldos fantasmas. E por isso foi preciso realizar correções na prestação de contas de 2016, que agora estão sendo analisadas pelo Ministério, e após a conclusão desta análise, o sistema será liberado pra inserir os dados de 2017. Permitindo o desbloqueio dos recursos.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp