EUA registram 13 primeiros casos de infecção fúngica mortal

AFP

Treze casos de uma infecção fúngica que pode ser mortal e que muitas vezes é resistente aos medicamentos, a Candida auris, foram relatados nos Estados Unidos pela primeira vez, disseram autoridades de saúde na última sesta sexta-feira (5).

A infecção, que muitas vezes se espalha em hospitais e em outras instalações de cuidados de saúde, foi identificada pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) em junho de 2016 como uma ameaça global emergente.

Quatro dos pacientes diagnosticados com a infecção morreram, embora as causas específicas não tenham ficado claras, informaram os CDC. “Precisamos agir agora para entender melhor, controlar e parar a disseminação desse fungo resistente aos medicamentos”, disse o diretor do CDC, Tom Frieden.

O relatório publicado no Boletim Semanal de Morbidade e Mortalidade dos CDC descreveu sete dos casos, que ocorreram entre maio de 2013 e agosto de 2016. Outros seis “foram identificados após o período coberto pelo relatório e ainda estão sob investigação”, disse.

Os primeiros sete casos foram registrados em Nova York, Illinois, Maryland e Nova Jersey. “Todos os pacientes tinham condições médicas graves subjacentes e tinham sido hospitalizados por em média 18 dias quando o C. auris foi identificado”, afirma o relatório.

As autoridades sanitárias acreditam que as infecções nos Estados Unidos foram contraídas localmente. “Estamos trabalhando duro com parceiros para entender melhor esse fungo e como ele se espalha, para que possamos melhorar as recomendações de controle da infecção e ajudar a proteger as pessoas”, completou.

Fonte: Yahoo Notícias

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp