FALTA DE PAGAMENTO: Orgãos de Prefeitura no Seridó poderá ter a energia cortada

Foto: Reprodução Internet

A Energisa, empresa fornecedora de energia, comunicou a Câmara Municipal sobre débitos de órgãos da Prefeitura Municipal de Picuí com a empresa. Caso os débitos não sejam cumpridos os prédios poderão ter o fornecimento suspenso.

Em nota a empresa deu um prazo de 15 dias para a prefeitura quitar suas dívida pendente, sob pena de ter o fornecimento de energia dos prédios de secretarias e órgãos suspenso. A notificação foi encaminhada no último dia 31 de outubro.

A empresa ainda pede ao presidente do Legislativo Municipal que, na qualidade de responsável pela fiscalização da aplicação dos recursos públicos, “adote as providências administrativas que entender cabíveis em face do prefeito, principalmente para a apuração da conduta de inadimplência de sua gestão”.

O assunto tomou conta da sessão desta terça-feira (07). Parlamentares da bancada de oposição apresentaram dados do Portal da Transparência e, segundo o mesmo, a Prefeitura de Picuí tem um débito de R$ 103,5 mil junto a empresa fornecedora de energia. As dívidas, de acordo com o bloco de oposição, são do exercício 2017.

Confira abaixo a notificação recebida pela Câmara Municipal:

Redação com Blog do Flávio

 

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp