Fardada e armada, aluna PM é impedida de fazer prova na UEPB

Depois do “espetáculo protesto” no Campus I da UEPB em Campina Grande, agora uma nova polêmica envolve a Universidade Estadual da Paraíba. Dessa vez, o caso foi no campus de Guarabira e envolveu uma aluna. A estudante, do curso de Direito, que é Policial Militar, teria sido barrada ao tentar fazer uma prova fardada e armada.

A PM teria ido fazer a prova com uniforme e portando um revólver, o que teria motivado suposto constrangimento em sala de aula e a professora não permitiu que a aluna fizesse a prova.

Colegas da policial foram chamados e teve inicio uma discussão com o coordenador do curso, Agassiz Almeida, que se colocou também como advogado da professora. A aluna e a docente envolvidas não tiveram seus nomes revelados e agora a UEPB deverá abrir uma sindicância para apurar o caso.

O caso aconteceu nesta terça-feira (31).

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp