Galego do Leite fica livre de cassação por infidelidade partidária

O vereador Joseildo Alves, o Galego do Leite ficou livre do fantasma da cassação partidária que pairava sobre ele desde o ano passado, quando o Partido da Mobilização Nacional (PMN), moveu uma ação contra ele. Na manhã desta segunda-feira (23), o Tribunal Regional Eleitora da Paraíba (TRE-PB) decidiu por quatro votos a dois, pelo arquivamento da ação do partido.

Em sua defesa, os advogados do vereador sustentaram a tese de que a legenda pela qual foi eleito mudou de postura política e desta forma, ficou em desacordo com a aliança formada em 2012. Atualmente o vereador está filiado ao Partido Trabalhista Nacional (PTN), partido do qual é presidente municipal.

De acordo com Galego do Leite, o resultado correspondeu as expectativas porque sua causa era justa. “Obviamente estávamos apreensivos porque já vinhamos nesta luta desde novembro do ano passado e no primeiro julgamento, uma das magistradas pediu vistas, mas a ação voltou a pauta hoje e a maioria votou contra minha cassação. Agradeço a Deus e estou muito feliz e divido este sentimento com todos os meus amigos, com os advogados que vinham travando esta batalha conosco. Deus é fiel”.

O vereador Galego do Leite é ligado politicamente ao federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB). Apesar de ter sido  eleito pelo PMN, ele discordava  da presidente do partido Lídia Moura, que levou a legenda para a gestão tucana. Contrariando a direção do partido, Galego do Leite permaneceram na oposição.

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp