Jovem com mais de 30 passagens pela polícia é preso por matar e roubar empresário com quem tinha marcado programa sexual

Um jovem de 21 anos foi indiciado por latrocínio (roubo seguido de morte) e ocultação de cadáver pela morte de um empresário de 60 anos em Lages, na Serra catarinense. Gustavo Henrique de Jesus Seta da Silva, que fazia bico como garoto de programa, cometeu o crime depois de ter marcado encontro com a vítima, apontam as investigações. Ele está preso.

A Polícia Civil terminou o inquérito na quinta-feira (22). O assassinato foi no dia 9 de março.

Ele tem 31 passagens policiais, a maioria envolvendo crimes violentos, disse o delegado que conduziu a apuração do caso, Sérgio Roberto de Souza, da Divisão de Investigação Criminal (DIC). À polícia, ele desse não ser garoto de programa, mas que era “freelancer” de programas sexuais.

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp