Juíza se desculpa por posts sobre Down e Marielle

A desembargadora Marília Castro Neves (aquela que divulgou em suas redes sociais notícias falsas contra a vereadora Marielle Franco, brutalmente assassinada, e, dias depois, fez uma postagem discriminando portadores de síndrome de down) mudou a foto de seu perfil no Facebook.  Escreveu um pedido de desculpas para a professora Debora Seabra, a primeira professora brasileira com Síndrome de Down. No final da postagem, muito rapidamente, citou o caso Marielle (coloca a culpa em terceiros) e também o deputado Jean Wyllys (diz que será sempre contra as ideias do PSOL).  Marília Castro Neves já foi defensora pública, promotora de Justiça, procuradora de Justiça e, através do MP, pelo Quinto  Constitucional, chegou o cargo de desembargadora.

Leia  o pedido de desculpas  da desembargadora:

Post da desembargadora Marilia Castro Neves | Reprodução da internet

Relembre o caso:

No dia 17 de março, logo após a morte de Marielle,  a desembargadora postou em seu Facebook (foto abaixo) que a vereadora “estava engajada com bandidos”, “foi eleita pelo Comando Vermelho” e que “provou o remédio que receitava”.

Dias depois, postou uma mensagem antiga sobre a primeira professora brasileira com síndrome de down: “Voltando para a casa e, porque vivemos em uma democracia, no rádio a única opção é a Voz do Brasil…Well, eis que senão quando, ouço que o Brasil é o primeiro em algumas coisas!!! Apuro os ouvidos e ouço a pérola: o Brasil é o primeiro país a ter uma professora portadora de síndrome de down!!!. Poxa, pensei, legal, são os programas de inclusão social…Aí me perguntei: o que será que essa professora ensina a quem??? Esperem um momento que eu fui ali me matar e já volto, tá?”.

Veja também: Professora com Down rebate crítica de desembargadora que publicou fake news sobre Marielle: ‘Quem discrimina é criminoso’

Postagem da desembargadora Marília Castro Neves | Reprodução da internet

Da Redação Paraíba Debate com Ana Claúdia Guimarães/O Globo

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp