Juízes completam dois meses do curso de formação inicial na ESMA

Após um ano e quarto meses, Luiz deixa a Comarca de Pocinhos

Os 29 juízes recém-nomeados do Poder Judiciário estadual completaram, nesta segunda-feira (12), dois meses de aulas do curso de formação inicial para magistrados. As aulas, que ocorrem até o dia 31 de janeiro de 2017, estão sendo ministradas na Escola Superior da Magistratura (ESMA), no Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa.

O objetivo do curso é proporcionar aos novos juízes uma formação específica para a atividade judicante, desenvolvendo as habilidades necessárias para o bom exercício da magistratura. As aulas teóricas e práticas estão sendo ministradas por magistrados devidamente capacitados para a função, entre professores do Estado e da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (ENFAM).

O juiz Luiz Gonzaga Pereira de Melo Filho ressaltou que os dois primeiros meses do curso foram muito enriquecedores. “Fomos orientados no aspecto humanístico, bem como foram transmitidas diversas experiências práticas e atuamos em processos da Meta 2 do Conselho Nacional de Justiça”.

Na ocasião, os juízes tiveram, ainda, a oportunidade de conhecer o funcionamento dos fóruns de Lucena e de Mangabeira, das unidades prisionais de João Pessoa e de Santa Rita, do Mutirão DPVAT na Capital, além da aula prática e teórica durante a sessão 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba, na última terça-feira (6).

Ele também falou das expectativas para a última etapa do curso, além de assegurar que ao final desses três meses de preparação, os magistrados entrarão em exercício nas comarcas extremamente preparados para, com serenidade e segurança, enfrentar todos desafios que surgirem no exercício do mister.

As expectativas para a última etapa do curso são muito boas, pois serão fechadas as últimas lacunas dessa nossa formação inicial, com a abordagem de assuntos como relacionamento com meios de comunicação de massa, métodos consensuais de resolução de conflitos, perícias do IPC, prática eleitoral, inteligência policial e segurança institucional”, ressaltou.

Ele também destacou o empenho e o carinho com os quais o curso vem sendo conduzido pelos os formadores, os juízes Silmary Alves de Queiroga Vita e Antônio Silveira Neto, além da diretora da ESMA, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, e do diretor adjunto, juiz Ricardo Vital de Almeida.

O magistrado, que foi o primeiro colocado no 53º Concurso de Juiz Substituto do Estado da Paraíba, definiu a comarca de Pocinhos para exercer a judicatura, dentro da relação de unidades judicias disponibilizada pela Presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Nesta última semana de aulas, antes do início do recesso forense que ocorre de 20 de dezembro de 201 a 06 de janeiro do próximo ano, os magistrados terão aulas sobre ‘O juiz e a fase probatória do processo, linguagem para comunicação com a sociedade por meio da imprensa, relacionamento do juiz com as redes sociais, psicologia judiciária, Justiça Restaurativa e os impedimentos e suspeição do magistrado no processo civil’, dentre outros temas.

Por Marcus Vinícius

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp