Justiça criminal condena presidente do Campinense, William Simões, por calúnia e difamação

A 5ª Vara Criminal de condenou em primeira instância o presidente do Campinense Clube, William Simões, pro crime de calúnia contra o ex-mandatário rubro-negro, Rômulo Leal Costa. Segundo a pena publicada em 20 de Dezembro de 2017, o atual dirigente da raposa deverá cumprir sua pena com prestação de serviços à comunidade, além de pagar uma multa no valor de cinco salários mínimos.

A condenação ainda suspende os direitos políticos do Cartola junto a TRE(Tribunal Regional eleitoral), o que pelo atual estatuto do clube ele poderia ficar inelegível. Entretanto os advogados ainda não sabem dizer se a condenação pode interferir na vitória conquistada pelo dirigente, nas eleições do clube em Novembro de 2017.

Segundo os autos do processo, o presidente da Raposa acusou o advogado Rômulo Leal, de fazer contrato com uma empresa de marketing para obter vantagem financeira para si, na época em que esteve a frente da presidência do clube. A denúncia foi feita por Simões durante uma reunião do Conselho Deliberativo, em 24 de Fevereiro de 2011, entretanto sem sequer apresentar algum documento que comprovasse a denúncia.

William Simões foi processado por calúnia e difamanação, no entanto a denúncia foi julgada parcialmente procedente. O mandatário rubro-negro foi absolvido do crime de difamação, mas teve o pedido de calúnia julgado procedente. Na época a pena incluía um ano e quatro meses de detenção, mas foi substituída por uma pena alternativa, conforme foi acima citado.

Os veículos de comunicação que noticiaram o fato, a exemplo do Globo Esporte paraíba, tentaram entrar em contato com o presidente William Simões, mas ele preferiu não se pronunciar sobre o caso. Já a assessoria de Comunicação do Campinense Clube, por sua vez, disse que não se pronunciaria, já que não teve acesso a nenhuma notificação oficial por parte da justiça.

Redação

VEJA TAMBÉM

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp