Laboratório que produzia maconha com efeito sete vezes maior que a comum é descoberto em Santa Rita

A Polícia Militar encontrou uma casa que era usada como laboratório de maconha, onde a droga era cultivada e produzida uma das suas mais fortes variações, o skunk – que tem efeito sete vezes maior em relação ao tipo comum. O local foi desarticulado na noite da última segunda-feira (14), na cidade de Santa Rita, após policiais da Ronda Ostensiva Tática com Apoio de Motocicletas (Rotam) do 7º Batalhão receberem uma denúncia.

Os policiais foram informados de que, poucos minutos antes, um carro com dois suspeitos tinha deixado o local. Os PMs perceberam que a cerca do terreno estava violada e encontraram duas mudas da droga. Dentro da casa, a Polícia Militar encontrou três cômodos usados exclusivamente para o cultivo da maconha, todos climatizados e equipados com temporizadores, estufas e reatores eletromagnéticos.

Foram apreendidos no laboratório de maconha quase 140 mudas da droga. O dono da casa ainda não foi localizado e a PM acredita que os suspeitos que foram vistos na residência, o que motivou a denúncia, estavam praticando um furto no local.

Droga foi incinerada

Com a chegada do delegado, a maconha foi toda incinerada, conforme prevê a lei de drogas desde 2014. Os equipamentos encontrados no local foram levados para a 6ª Delegacia Distrital, em Santa Rita.

Redação com Secom

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp