Licença de Genival Matias pode levar prefeito que está preso para a Assembleia Legislativa

A licença que o deputado Genival Matias (Avante) deverá tirar nos próximos dias poderá causar um fato inédito no Estado: Um presidiário assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa (ALPB), isso porque o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima (ex-filiado ao Podemos), é o suplente da coligação.

Berg se encontra recolhido no 5º Batalhão da Política Militar em João Pessoa, por corrupção passiva desde julho deste ano após o vazamento de um vídeo em que ele é gravado recebendo propina de suposta extorsão. Em 2014 ele disputou uma das 36 cadeiras do Legislativo Estadual pela coligação composta pelo PT do B, Solidariedade, PPS, PTN, PMN, PSDC e PRB, alcançando 11.775 votos.

Caso o prefeito afastado não queira assumir o mandato devido impasses jurídicos, toma posse Dr. Américo Cabral que concorreu no pleito de 2014 pelo PPS e obteve quase 11 mil sufrágios.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp