Líder do PMDB diz que tentou emplacar Manoel Jr. na Saúde, mas escolha foi de Dilma

Após ter seu nome como o responsável pelo boicote do deputado federal Manoel Júnior (PMDB) ao cargo de ministro da Saúde, o líder do PMDB na Câmara Federal, Leonardo Picciani, negou que tenha interferido na escolha da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ele garantiu que até tentou emplacar o deputado Manoel Júnior (PB) ministro da Saúde, incluindo seu nome em uma lista de sugestões, mas a escolha foi da petista.

Manoel Júnior havia sugerido dias antes em entrevista na Paraíba a renúncia da presidente por conta da crise política e econômica que o governo enfrenta.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp