Lídia Moura pede exoneração do cargo na gestão Cartaxo

Imagem: divulgação

A coordenadora da Mulher de João Pessoa, Lídia Moura, pediu exoneração do cargo nesta sexta-feira (6) para assumir a presidência do PMN na Paraíba. Ela disse que não estava se afinando com a gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PV) e que por isso precisava se posicionar. Informou que ainda vai se pronunciar sobre os rumos da carreira neste ano.

Para assumir a frente da legenda, Lídia convidou o atual líder, o secretário municipal de Gestão Governamental e Articulação Política, Zennedy Bezerra, a deixar a função. O motivo das mudanças seria o descumprimento de acordos com a direção nacional do PMN por parte do prefeito Luciano Cartaxo (PV).

Ela era um dos três últimos políticos anunciados em janeiro como possíveis rompimentos do governo Cartaxo. Carlos Batinga (Semob) também anunciou sua adesão a chapa do PSB, que está se formando com João Azevedo como pré-candidato ao governo estadual.

Redação/PB Já

Veja também: Napoleão Maracajá deixa PCdoB e após chegada de Inácio Falcão

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp