Lira entrega liderança do MDB no Senado e assim como Veneziano, Hugo Motta, André Amaral e Manoel Júnior, deve deixar legenda

O senador paraibano Raimundo Lira decidiu nesta segunda-feira (02) entregar a liderança do MDB no Senado Federal, mesmo após apelos do presidente Michel Temer que chegou a conversar pessoalmente com ele.

Com a janela partidária, o MDB começou a sofrer uma debandada de parlamentares, na Paraíba, por exemplo, já deixaram o partido, Veneziano Vital, Hugo Motta, André Amaral e Manoel Júnior, além dos deputados estaduais Jullys Robertos e Nabor Wanderlley.

A rebelião no MDB estadual foi deflagrada depois que o senador José Maranhão, que comanda a sigla no Estado, decidiu lançar sua pré-candidatura a governador.

Lira inicialmente defendia uma aliança com o PSB do governador Ricardo Coutinho, mas depois rompeu com os socialistas e passou a exaltar o nome do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), como candidato da oposição.

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp