Maior reservatório da Paraíba está com menos de 12% e moradores querem fechamento de comportas

Maior reservatório da Paraíba, o açude Coremas Mãe D”Água no Sertão continua sofrendo com a seca prolongada e chega no final do ano com um dos piores índices da história. O reservatório está com menos de 12% de sua capacidade segundo o último levantamento da Agência Estadual de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

A redução do volume de água do açude tem preocupado a população sertaneja.

Ontem os moradores da comunidade Mãe d’água e da cidade de Coremas, no sertão da Paraíba realizaram um protesto na rodovia estadual PB-366. Um bloqueio foi realizado no km 0 da via, que liga de São José de Piranhas, no alto sertão da Paraíba ao município de Barro, no estado do Ceará. A manifestação foi contra a decisão da Agência Nacional de Águas (ANA) de manter aberta a comporta que libera água do açude Mãe d’água.

A água do açude segue até o Rio Grande do Norte onde abastece cerca de 90 mil pessoas em vários municípios. Juntos os açudes deCoremas e Mãe d’água têm capacidade de mais de 1 bilhão de metros cúbicos de água. Mas de acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas, atualmente Coremas está com 12,2% da capacidade total e o reservatório de Mãe d’água com 15,7%.

Em nota, a ANA informou que é necessário deixar as comportas abertas para perenizar os rios Piancó e Piranhas até Jardim de Piranhas, no estado do Rio Grande do Norte, mas que uma nova reunião com a participação da CAGEPA, AESA, MPF, MPE e DNOCS deve acontecer.

A reunião tem como objetivo apresentar a situação atual de armazenamento dos açudes de Coremas e Mãe d’Água e as perspectivas de esvaziamento, interrupção dos usos da água do açude Mãe d’Água para irrigação e aquicultura, discussão sobre as alternativas de atendimento das demandas de consumo humano e dessedentação animal nas comunidades após o fechamento dos registros.

PBAgora

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp