Marcelinho Paraíba poderá ser preso em 30 dias

Foto: Ramon Smith/Treze

O meio-campista do Treze, Marcelinho Paraíba, será preso em 30 dias, de acordo com mandado do juiz Cláudio Pinto Lopes, titular da Vara da Família de Campina Grande. A decisão do magistrado contra o jogador foi por ele estar em atraso com o pagamento de uma pensão alimentícia.

A decisão foi tomada há uma semana, mas só se tornou pública na tarde desta sexta-feira (18). O juiz determina que Marcelinho seja preso por 30 dias, em regime fechado, no Presídio Agnelo Amorim, o Presídio do Monte Santo, em Campina Grande. E ainda intima o Treze a descontar o valor devido diretamente no salário do atleta.

“Por fim, expeça-se mandado de prisão remetendo cópia às autoridades competentes. Ademais, expeça-se ofício ao Treze Futebol Clube para que realize o desconto do valor da pensão alimentícia diretamente nos rendimentos do promovido, depositando-o na conta-corrente de titularidade da genitora do menor” – diz parte da decisão do juiz Cláudio Pinto.

Marcelinho Paraíba já havia faltado ao treino do Treze nessa quinta-feira, alegando problemas pessoais. Ele também não viajou nesta sexta-feira com a delegação do time, que deixou Campina Grande no começo da tarde para Maceió. No domingo, o Galo entra em campo para enfrentar o Santa Rita de Alagoas, pela Série D do Campeonato Brasileiro.

Por telefone, o advogado do Treze, George Ramalho, informou que o clube ainda não foi notificado da decisão, mas garantiu que a entidade vai cumprir tudo o que for determinado pela Justiça. Vale destacar que o clube paraibano não explicou o motivo da ausência do nome do jogador na lista de relacionados para a partida do domingo.

Fonte: Globo Esporte

Veja também: Corrida dos Namorados movimentará Parque da Liberdade

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp