MDB é o partido que receberá maior fatia do Fundo Eleitoral: R$ 234,2 mi

Charge: Nani

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fixou nesta quinta-feira (24) as diretrizes gerais para a gestão e distribuição dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), o Fundo Eleitoral. O valor total previsto para este ano é de R$ 1,7 bilhão e o MDB é o partido que terá a maior fatia, R$ 234,2 milhões, 13,65% do total.

Em seguida está o PT, com R$ 212,2 milhões, e o PSDB, com R$ 185,9 milhões. O PP vem logo depois e recebe R$ 131 milhões. Já o PSB tem direito a R$ 118,8 milhões do FEFC. O PDT de Ciro Gomes receberá R$ 61,5 milhões, cerca de 3,6% do total, enquanto o PSL do presidenciável Jair Bolsonaro leva R$ 9,2 milhões do fundo.

De acordo com o TSE, 2% do total do Fundo Eleitoral é dividido igualitariamente entre todos os partidos registrados no Tribunal. Outra parcela, de 35%, é dividida entre as siglas que tenham pelo menos um representante na Câmara dos Deputados, de acordo com o porcentual de votos obtidos na última eleição.

A parte de 48% é divido entre os partidos seguindo o número de representantes na Câmara e 15% é dividido entre os partidos na proporção de representantes no Senado.

Fonte: Diário do Poder

Veja também: Nome de Rômulo Gouveia para Centro de Saúde da Assembleia é aprovado por unanimidade

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp