Morador de Pocinhos diz que a saúde “praticamente acabou”, após idoso falecer por falta de atendimento

Em Pocinhos um idoso, com problemas respiratórios, morreu devido a demora no Hospital Municipal, de acordo com o relato dos familiares que encaminharam o paciente até a unidade de saúde. A situação de abandono é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais do município, além da ausência de respostas por parte da Secretária de Saúde do município que sequer se manifestou sobre a situação.

De acordo com as informações de populares, que diariamente chegam à nossa redação, a situação começou a piorar no momento em que o Samu(Serviço de Atendimento Móvel de Emergência) não pode realizar o atendimento, obrigando assim que os familiares providenciassem um transporte para levar o idoso até o hospital municipal. Ao chegar no local o atendimento não foi feito, de acordo com a família, de forma urgente, o que ocasionou o falecimento da vítima horas depois.

O Samu de Pocinhos funciona com servidores aprovados em um processo seletivo, realizado pela Prefeitura Municipal, e nesta sexta-feira (29) foram comunicados que haviam sido exonerados. Ontem, na hora da ocorrência, houve uma reunião para tratar da situação, aonde foram designados cinco motoristas e cinco enfermeiros para fazer a cobertura.

Os moradores reclamam que o serviço ficará limitadíssimo, já que apenas dois motoristas e dois técnicos de enfermagem estarão de plantão, além disso a ordem é para que o serviço não realize atendimentos para o Hospital, ficando apenas um motorista para os serviços de urgência e emergência. “O Serviço em Pocinhos praticamente acabou”, diz um morador em um áudio de grupo de whatsapp.

Redação

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp