Mulher corta pênis de amante com tesoura de jardinagem

Vira e mexe circulam notícias de mulheres furiosas que decidiram focar sua ira nas partes íntimas de seus maridos, namorados, amantes ou objetos amorosos. O caso mais recente aconteceu aqui do lado, na Argentina, e, segundo Frederico Rivas Molina, do portal de notícias El País, envolveu uma jovem de 26 anos que cortou o pênis e os testículos de seu amante, um homem de 40 anos, com uma tesoura de jardinagem.

Até onde foi apurado, a “poda” aconteceu na cidade Córdoba, e a mulher, uma arquiteta chamada Brenda Barattini, se entregou à polícia e se encontra detida. A imprensa local divulgou a informação de que o ataque teria ocorrido durante uma violenta briga entre ela e a vítima — e que os dois seriam amantes.

No entanto, de acordo com Frederico, o advogado de Brenda alega que tudo aconteceu quando sua cliente tentava evitar uma agressão sexual e, portanto, teria agido em legítima defesa. Segundo essa versão dos fatos, o homem — identificado apenas pelas iniciais S. F. — faria parte da mesma banda de rock que o irmão de Brenda e teria ido até o apartamento dela para buscar um instrumento musical qualquer. Foi então que a tentativa de ataque teria ocorrido.

Versões conflitantes

O homem sobreviveu ao corte de seus genitais e, desde sábado, está se recuperando em uma clínica de Córdoba. Mas foi por pouco que ele não morreu em decorrência do ataque. A sorte foi que os vizinhos do prédio onde a coisa toda aconteceu ouviram os gritos desesperados da vítima e chamaram uma ambulância. Não fosse por isso, ele provavelmente teria sangrado até a morte. O cara foi encontrado no quarto de Brenda, juntamente com a tesoura de poda e roupas de cama ensanguentadas.

Com relação às versões conflitantes do ocorrido — briga de casal x legítima defesa —, as autoridades argentinas explicaram que ainda estão investigando o caso, uma vez que a coisa toda não está muito clara, e, de momento, tratam a mulher como agressora e o homem como vítima. Os policiais ainda não puderam determinar, por exemplo, se os dois realmente tinham um relacionamento amoroso ou se apenas se conheciam.

As lesões sofridas por S. F. são gravíssimas e é muito provável que ele nunca mais possa ter filhos. O caso não será tratado como violência de gênero, mas os investigadores pretendem submeter Brenda a exames que revelem se ela tem vestígios pelo corpo que comprovem que ela realmente passou por uma tentativa de agressão sexual. Ademais, os policiais esperam que a mulher explique a razão de manter uma tesoura de poda no quarto e, se ela for acusada de cometer o crime, poderá encarar penas seríssimas.

Redação com Mega Curioso

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp