Mulher morre após fazer escova progressiva

Uma mulher de 48 anos morreu após fazer uma escova progressiva para alisar os cabelos em Pindamonhangaba (SP). De acordo com a prefeitura, responsável pelo pronto-socorro, a causa da morte foi “insuficiência respiratória aguda, bronquite aguda e asma – todos decorrentes de uma intoxicação exógena de produto químico no cabelo e em contato com a pele”.

Márcia Gomes Alves Fernandes deu entrada no pronto-socorro de Pindamonhangaba na noite da última quarta-feira (14) após fazer o procedimento com uso de formol para alisar os cabelos, mas não resistiu aos sintomas e morreu na tarde de quinta (15).

Segundo o filho da vítima, Daniel Barbosa, a mãe era vaidosa e não costumava fazer escova progressiva para alisar os cabelos. A mulher tinha problemas respiratórios, como asma e bronquite.

“Ela comentou que queria alisar o cabelo para ficar bonita, era muito vaidosa. Ela fez o procedimento durante o dia e eu não sei onde ela fez. Me assustei quando o hospital me ligou pedindo para buscar meu irmão mais novo porque minha mãe estava entubada. Foi de repente, não esperavámos que ela fosse passar mal com isso”, lamentou.

A família não sabe onde e como a mulher fez o procedimento e não fez boletim de ocorrência na Polícia Civil. Além do Daniel, de 24 anos, Márcia deixou outros dois filhos, de 15 e nove anos. O corpo da mulher foi enterrado na última sexta-feira.

Veja também:

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp