Município da PB está há duas semanas sem prefeito e servidores ficam sem salário

O município de São José de Espinharas, Sertão paraibano, a 332 km de João Pessoa, está sem prefeito desde o dia 9, quando o gestor Renê Caroca (PSDB) foi afastado em operação da Polícia Federal que investiga desvio de R$ 11 milhões em recursos públicos. Nem o vice, nem a presidente da Câmara quiseram assumir a função.

Por causa do impasse, servidores municipais ainda não receberam as remunerações referentes ao mês de agosto. Eles ocuparam o auditório da Câmara Municipal nessa quinta-feira (22) e dizem que só vão deixar o local quando a situação foi resolvida.

Paulo Medeiros, vice de Renê, concorre a novo mandato de vice nas Eleições deste ano, em chapa de oposição ao atual prefeito, e foi orientado por advogados que, caso assumisse a prefeitura, perderia o direito de concorrer. Por conta disso, Paulo Medeiros renunciou o atual mandato de vice no dia 13.

A presidente da Câmara Municipal, Socorro Santos, seria a próxima na linha sucessória para a gestão. Acontece que ela disputa reeleição como vereadora e também perderia esse direito assumindo a prefeitura. A parlamentar alega que a legislação lhe permite para escolher se assume ou não a prefeitura. Até lá, as votações municipais já teriam ocorrido.

Fonte: Portal Correio

Compartilhar

Enquete

Você concorda com a volta às aulas presenciais este ano?

Cotações

  • Dólar Turismo
  • Libra
  • Peso Arg.
  • Bitcoin

Denuncie pelo WhatsApp